Recebe em tuas mãos

Recebe em tuas mãos
Leonor Soares e Nuno Delgado [Ofertório]

Recebe em tuas mãos a nossa oferta
Símbolo de uma vida para ti aberta
Que da tua obra nunca se cansa
E que em ti encontra a esperança

Aceita-me Senhor
A ti eu abro o meu coração
Que só a ti meu ser se prenda
Numa sentida doação

O pão e o vinho que te entregamos
São o alimento que nós ansiamos
na forma de corpo e sangue de Cristo
Sem ti sei, sei que não existo
Aqui relembrando a última ceia
E todo aquele em que ti creia
Ao teu altar levamos Senhor
O pão e o vinho do teu grande amor

la- re- sol do Recebe em tuas mãos a nossa oferta fa mi- fa mi- Símbolo de uma vida para ti aberta la- re- sol do Que da tua obra nunca se cansa fa mi- fa sol (fa sol) E que em ti encontra a esperança do sol la- Aceita-me Senhor fa re- sol A ti eu abro o meu coração mi- la- Que só a ti meu ser se prenda fa re-sol (fa sol) Numa sentida doação O pão e o vinho que te entregamos São o alimento que nós ansiamos na forma de corpo e sangue de Cristo Sem ti sei, sei que não existo Aqui relembrando a última ceia E todo aquele em que ti creia Ao teu altar levamos Senhor O pão e o vinho do teu grande amor

3 comentários a “Recebe em tuas mãos”

Deixe uma resposta