Os dias são de luz

Os dias são de luz
Dalida [Oração da manhã]

Os dias são de luz, os dias são de sol,
mesmo que a chuva caia sobre nós.
Os dias são de paz, os dias são de amor,
pois o Senhor está dentro de nós.

Ao longo das horas desta vida,
quantas vezes, ó Deus, Vos magoei?
Agora, Senhor, num belo rumo,
nova vida em paz eu comecei.

Agradeço-vos a Vossa graça
que sempre me traz consolação.
De viver assim dá-me ventura
guiai-me Vós, ó Cristo, por vossa mão.

Então, já feliz por toda a arte,
em grande alegria hei-de cantar.
De nada serve o mundo inteiro,
se de Vós, ó Cristo, eu me afastar.

OS DIAS SÃO DE LUZ fa#- si- Os dias são de luz, os dias são de sol, mi la mesmo que a chuva caia sobre nós. si- fa#- Os dias são de paz, os dias são de amor, do# fa#- pois o Senhor está dentro de nós. fa#- si- fa#- Ao longo das horas desta vida, si- quantas vezes, ó Deus, Vos magoei? fa#- si- fa#- Agora, Senhor, num belo rumo, sol# do# nova vida em paz eu comecei. Agradeço-vos a Vossa graça que sempre me traz consolação. De viver assim dá-me ventura guiai-me Vós, ó Cristo, por vossa mão. Então, já feliz por toda a arte, em grande alegria hei-de cantar. De nada serve o mundo inteiro, se de Vós, ó Cristo, eu me afastar.
Sem áudio disponível

1 comentário a “Os dias são de luz”

Deixe uma resposta