Mendigo de Deus

Mendigo de Deus
Rui Pinto [Acção de graças, Reflexão]

Foi por um gesto de amor
Um olhar no silêncio que percebi
Que aquele afago escondido
vindo de dentro não era mais um.
Tirei os olhos do chão,
Fitei o rosto na luz
e só então ouvi
Aquela voz que tocou cá dentro,
Bem no fundo de mim

Secou a dor que sentia
Calou a voz da solidão
Iluminou e aqueceu
Fez-me sair deste trilho
Tirou-me da escuridão
E o meu coração
este amor acolheu

Eu nunca antes senti
e eu nunca deixei de pensar em Ti
Mas nunca antes ninguém
me tomou pela mão e sorriu para mim.
Sou um mendigo de Deus
vagueando nas ruas onde já me perdi
Mas pela minha oração
Deus fez-se presente no amor
que lhe pedi.

Intro: sol si- do re sol si- do sol Foi por um gesto de amor do Um olhar no silêncio que percebi la- Que aquele afago escondido re do sol Vindo de dentro não era mais um sol Tirei os olhos do chão mi7 Fitei o rosto na luz la- do E só então ouvi la- re Aquela voz que tocou cá dentro sol Bem no fundo de mim do re Secou a dor que sentia sol mi- Calou a voz da solidão la- re sol Iluminou e aqueceu do re Fez-me sair deste trilho sol mi- Tirou-me da escuridão la- E o meu coração re sol Este amor acolheu. sol si- do re sol si- do sol Nunca antes senti do E eu nunca deixei de pensar em Ti la- Mas nunca antes ninguém re sol Me tomou pela mão e sorriu para mim sol Sou um mendigo de Deus mi7 Vagueando nas ruas do Onde já me perdi la- re Mas pela minha oração Deus fez-se presente sol No amor que Lhe pedi do re E Ele secou a dor que sentia sol mi- Calou a voz da solidão la- re sol Iluminou e aqueceu do re Fez-me sair deste trilho sol mi- Tirou-me da escuridão la- E o meu coração re sol Este amor acolheu.

1 comentário a “Mendigo de Deus”

Deixe uma resposta