Tu és o sol

Tu és o sol num novo amanhecer
Tu és farol, a vida a renascer
Maria, Maria, és poema de amor
És minha Mãe e Mãe do meu Senhor

Hoje quero acordar e ter-te junto a mim.
Quero hoje cantar poemas de amor sem fim.

Com a luz do teu olhar vou semear a esperança.
Pelo tempo vou voar, sentir que sou criança.

Teu carinho e ternura abraçam todo o mundo.
Teu sorriso de candura, certeza de amor profundo.

re      si-     sol        la
Tu és o sol num novo amanhecer
re      si-    sol         la
Tu és farol, a vida a renascer
fa#- si- sol la    fa#-     si-
Maria, Maria, és poema de amor
la       re    sol    la     re
És minha Mãe e Mãe do meu Senhor

si-   fa#-      si-  fa#-           si-
Hoje quero acordar e ter-te junto a mim.
la            re   sol               la
Quero hoje cantar poemas de amor sem fim.

Com a luz do teu olhar vou semear a esperança.
Pelo tempo vou voar, sentir que sou criança.

Teu carinho e ternura abraçam todo o mundo.
Teu sorriso de candura, certeza de amor profundo.

Para visualizar todo o conteúdo, precisa de se registar.
Se está registado, inicie sessão.

Para visualizar todo o conteúdo, precisa de se registar.
Se está registado, inicie sessão.


Para visualizar todo o conteúdo, precisa de se registar.
Se está registado, inicie sessão.

Música: José Alberto e António Ferreira
Letra: José Alberto e António Ferreira
Intérprete: Grupo XPTO (Diocese de Beja)
Álbum: desconhecido

5 comentários a “Tu és o sol”

Deixar uma resposta